Carboidratos do bem: o que são e onde encontrá-los - Naturallis
Carboidratos do bem

Carboidratos do bem: o que são e onde encontrá-los

Os carboidratos do bem são aqueles em alimentos ricos em fibras e outros nutrientes. Por isso, podem oferecer muitos benefícios. Daí o nome carboidratos “do bem”.

Entenda o que são os carboidratos

Esse nome é formado a partir de “carbo”, que vem de carbono, e “hidrato”, que vem de água. Ou seja, são formados por átomos de carbono hidratados, também conhecidos como açúcares.

E será que servem para algo mais além de adoçar a vida? Sim! Na verdade, eles têm várias funções. Dentre elas, a principal é a de fornecer energia a diferentes seres. As plantas, por exemplo, produzem seus próprios açúcares. Os animais, por outro lado, precisam comer plantas para obtê-los.

Além disso, também são importantes para a formação do nosso DNA. Por fim, também têm uma função estrutural. Esse é o caso, por exemplo, da celulose. Ela ajuda a formar a parede da célula vegetal. Por falar nisso, a celulose é um exemplo de carboidrato que o nosso corpo não consegue digerir. Por isso a chamamos de “fibra”.

Todos os carboidratos são do bem?

Nem todos! Existem muitos alimentos que são fontes de carboidratos. Um exemplo rápido que nos vêm a cabeça é a sacarose. Ela é o “açúcar comum”, muito presente no dia-a-dia das pessoas. Além dela, outro açúcar muito comum é aquele presente na farinha de trigo. Pois é: quando comemos uma esfirra, ela também está cheia de açúcar! Mesmo que o açúcar comum não seja um de seus ingredientes.

Esses dois são o oposto dos carboidratos do bem. Principalmente a farinha e o açúcar brancos. Eles são refinados ao ponto de não sobrarem outros nutrientes. Por isso, nosso corpo os absorve de forma fácil, fazendo o açúcar subir bem rápido no sangue.

Apesar de nem sempre serem vilões por si só, muitas vezes podem trazer problemas à saúde. Isso inclui, por exemplo, a diabetes e a obesidade.

Quais são, então, os carboidratos do bem?

Existem dietas em que a pessoa não consome alimentos fontes de açúcar. No entanto, nem todos gostam desse tipo de dieta. Então, seja para quem quer perder peso, ou apenas melhorar a saúde, a dica é consumir mais carboidratos do bem. Dentre eles, temos:

  • Batata-doce: ela tem bastante carboidrato, mas também muitas fibras. Ademais, ela é uma poderosa fonte de potássio, vitaminas A e C, além de ter proteínas e antioxidantes.
  • Quinoa: é ótima fonte de proteína e fibras e ajuda a perda de peso. Também é rica em minerais e, ainda por cima, não tem glúten!
  • Aveia: A maior parte dela são carboidratos, mas incluem muitas fibras (aqueles açúcares que não digerimos). Também é fonte de proteína. E, ainda, reduz o colesterol ruim e o risco de doenças do coração. Ah, é bem boa para quem tem diabetes. 
  • Frutas em geral, especialmente a banana: ela contém grande quantidade de potássio e das vitaminas B6 e C. E ainda fazem o intestino funcionar melhor. 
  • Leguminosas em geral, como feijão, lentilha, ervilha e Grão-de-Bico: possuem muitas fibras e são cheios de proteína, ferro, fósforo e vitaminas do complexo B.

E a lista continua: beterraba, cenoura, mandioca, mandioquinha, inhame, cará, milho e, até mesmo, pipoca!

E pra quem come carbo em excesso, o que fazer?

Na nossa rotina nem sempre conseguimos fugir daquele açúcar “não tão do bem”. E isso acaba dando um peso na consciência em quem come carbo demais.

Mas comer o açúcar por si só não é o problema. A questão é que, geralmente, o corpo os digere e absorve. E, em excesso, por trazer problemas. Então, uma solução para quem não consegue comer apenas carboidratos do bem, é impedir a digestão dos açúcares a mais.

É exatamente isso que faz o Insea. Ele é um inibidor de carboidratos. Dessa forma, serve para quem quer perder peso, mas não quer mudar demais sua dieta. Daí, quando bater aquela vontade de pães, bolos, massas e doces, o Insea impede que o corpo absorva esses açúcares. Isso porque são eliminados nas fezes, sem se transformarem em gordura no organismo.

Portanto, você pode cuidar da sua saúde com carboidratos do bem. E ainda deixar aquele docinho lhe trazer conforto, em vez de remorso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.