Saúde hepática: cuide bem do seu fígado | Naturallis Saúde Hepática
saúde hepática

Saúde hepática: cuide bem do seu fígado

O termo “hepático” diz respeito a tudo que tem relação com o fígado, a maior glândula do nosso corpo. Seu peso é de aproximadamente 1,3 a 1,5 kg nos adultos. Além do mais, é um órgão com uma grande capacidade de se regenerar. E suas funções são muitas e muito importantes para o organismo. Por isso, a saúde hepática é essencial para a saúde do corpo todo.

Assim, quando o fígado não anda bem, vários problemas podem aparecer. E isso aparece tanto em sintomas imediatos quanto ficar lá sem dar sinal, adoecendo-nos aos poucos.

Como cuidar da saúde hepática

Os principais cuidados incluem:

  • não usar drogas;
  • evitar bebidas alcoólicas;
  • praticar exercícios físicos, alimentar-se de forma saudável e dormir bem;
  • tomar um nutracêutico que protege o fígado, como o Desmovit, por exemplo.

Tudo isso evita que alguns vírus minem a sua resistência, ajudando a saúde hepática.

Como o fígado funciona

O fígado é vermelho-escuro e pode ser dividido em dois lobos: o direito bem maior que o esquerdo. Além disso, fica no lado direito do abdômen, embaixo do diafragma (aquele músculo que “abre” o pulmão para o ar entrar).

Ele funciona tanto liberando secreções em uma parte externa quanto interna, ou seja, no sangue e nos vasos da linfa. Dessa forma, quando a saúde hepática está em ordem, ele realiza as seguintes funções:

  • Produz a bile, que vai da vesícula biliar para o intestino

Lá, ela funciona como um detergente e ajuda a dissolver e a aproveitar as gorduras. Por isso, quando os canais por onde ela passa entopem, fica complicado de lhe dar com essas gorduras.

  • Armazena a glicose que vem dos alimentos, sob a forma de glicogênio

É assim que ele fica à disposição do organismo para quando ele precisa de energia.

Nesse caso, cada célula do fígado funciona como um reservatório de combustível. Quando o cérebro, os músculos, ou qualquer outra parte do corpo precisam de energia, a glicose vai para o sangue.

  • Produz proteínas nobres

Entre elas, temos a albumina. Ela é muito importante, porque mantém a água no sangue. Além dessa, tem outra função curiosa. Serve de meio de transporte para outras substâncias, como hormônios, pigmentos e drogas.

Além disso, também produz as proteínas de coagulação do sangue.

  • Desintoxica o organismo.

O fígado tem a capacidade de transformar hormônios ou drogas em substâncias não ativas.

  • Sintetiza o colesterol

A bile metaboliza e excreta o colesterol.

  • Filtra os micro-organismos

Ele possui uma grande rede de defesa imunológica.

O que acontece quando a saúde hepática não anda bem

A cápsula que envolve o fígado tem muitos nervos. Entretanto, dentro do fígado não há. Dessa forma, o órgão não dói. Por isso, é comum não vermos sintomas quando ele possui alguma doença. Apenas em alguns casos, quando a cápsula é comprimida, é ela a responsável pela dor que a pessoa sente.

Sem o sistema do fígado de guardar glicose, teríamos de comer o tempo todo para ter energia. E algo desse tipo pode acontecer quando a saúde hepática anda muito mal. No caso de uma doença já em fase avançada, por exemplo, o fígado não fornece mais a glicose que o corpo pede.

Quando a produção de albumina diminui, a água escapa das veias, vai para os tecidos que estão debaixo da pele. E produz o inchaço. Ou seja, os edemas nas pernas, a barriga d’água, etc. No entanto, a sua falta não é a única explicação para o inchaço dos alcoólicos. Na cirrose, por exemplo, comum nos usuários de álcool, os rins retêm água e sódio, o que também ajuda a produzir o inchaço. E por falar na cirrose, ela prejudica o sistema de imunidade do fígado.

Além do mais, se a saúde hepática está fora de ordem, o nível das proteínas de coagulação baixa. E, então, aumenta a chance de sangramentos abundantes. Sejam eles por causa de ferimentos ou mesmo de forma espontânea pelo nariz, pelas gengivas, pela urina ou em menstruações exageradas.

Alguns sinais de atenção para a saúde hepática

O grande problema do fígado é que suas doenças são silenciosas. No entanto, se ficarmos atentos à saúde hepática, alguns sinais podem sugerir um problema.

A icterícia, por exemplo: um amarelo que tinge os olhos e é um sinal importante. Isso é diferente do amarelo isolado da pele, quando se come muita cenoura e mamão.

Também podem aparecer sob a pele sinais semelhantes a pequenas aranhas – o cruzamento dos vasos do sangue. Eles recebem o nome de spider e permitem fechar o diagnóstico de cirrose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *