Fitoterápicos com efeito calmante e suas sinergias - Naturallis
fitoterápicos com efeito calmante

Fitoterápicos com efeito calmante e suas sinergias

Quando se escolhe por um motivo qualquer dar início a um tratamento com fitoterápicos com efeito calmante, se espera que aquele insumo possa sozinho restaurar seu bem estar e resolver o problema que está te incomodando, sem causar efeitos indesejáveis ou colaterais.
Porém nem sempre quando se utiliza um mono produto, consegue-se o efeito esperado. Isso ocorre principalmente com pessoas que fazem uso contínuo de medicamentos com ação calmante, ansiolítica e até antidepressiva.
Dentro de uma farmácia de manipulação, como manipulamos todos esses insumos, sendo eles controlados ou produtos naturais, conseguimos perceber perfeitamente quando um paciente ingere uma associação de fitoterápicos com efeitos relaxantes. E o resultado dessa associação é sempre positivo.

Para entendermos melhor o porque esse resultado positivo ocorre, temos que entender o significado do termo “Sinergia em Farmacologia” : Ocorre quando o efeito de dois ou mais agentes químicos combinados, é maior do que a soma dos efeitos individuais.

Essa explicação deixa claro que é muito mais eficiente a soma de substâncias do que o uso isolado de uma delas.
Um exemplo claro dessa “sinergia” ocorre com nosso Composto Vegetal Calmante, que associa a Valeriana, Mulungu e a Passiflora. Depois de muitas variações de dosagens e diversas tentativas de formulações, chegamos a junção desses 3 fitoterápicos com efeito calmante que nos mostrou como a peculiaridade de cada efeito produzido por eles, quando associados, resultaram em um efeito muito benéfico pra nossos clientes.

Fitoterápicos com efeito calmante

A Valeriana apresenta 2 aspectos importantes em sua atividade terapêutica : efeito sedante e antiespasmódico. Várias experiências demonstraram que a raiz da Valeriana é um excelente
indutor do sono em pacientes que não haviam se submetido a outros tratamentos.
O extrato seco de Mulungu apresenta constituintes farmacologicamente ativos de ação
central.
Já o extrato seco de Mulungu é popularmente usada no Brasil como agente tranquilizante, foi estudada em ratos em um modelo laboratorial de indução de ansiedade. Os resultados sugerem que Erythrina
vellutina exerce efeito ansiolítico especialmente em comportamentos defensivos associados a
distúrbios de ansiedade generalizados.
Passiflora mais conhecido como maracujá é indicado como: Ansiolítico, sedativo, tensão nervosa e insônia, diurético, anti-hipertensivo, antiarrítmico, antiespasmódico, antimicrobiano.

Sendo assim, esses três fitoterápicos com efeito calmante, aplicados em dosagens e posologia corretas, apresentam um efeito sinérgico de redução da ansiedade e consequente melhoria da qualidade do sono, sem apresentar efeitos de sedação que possam prejudicar a atenção e o foco nas atividades do dia a dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.