Vitaminas essenciais: não as deixe faltar! - Naturallis
Vitaminas essenciais

Vitaminas essenciais: não as deixe faltar!

Já sabemos que o nosso corpo é formado por alguns grupos de moléculas. E, entre elas, temos proteínas, gorduras e carboidratos. Mas você sabia que vários outros nutrientes são importantes pro corpo funcionar direitinho? Dentre eles, estão as vitaminas essenciais, como as do Complexo B.

Elas fazem parte de um grupo de nutrientes de que precisamos em pequenas quantidades. Mas que não podem faltar!

Nesse grande grupo, temos minerais e também outras vitaminas. A maioria deles estão naturalmente em frutas, legumes e verduras. No entanto, nem sempre consumimos quantidades suficientes de suas fontes. Assim, em alguns casos, é preciso suplementar.

Por que o Ácido fólico, a B12 e a B6 são vitaminas essenciais para todos?

Vitamina B12

A vitamina B12 participa da produção de hemácias. Elas são as células do sangue que levam oxigênio para todas as outras células do corpo.

Além disso, auxilia no metabolismo. Em outras palavras: quando falta B12, a quebra de diversos nutrientes não ocorre. Daí, nosso corpo não consegue absorvê-los.

Por isso, a B12 é fundamental para os seres humanos. Para entender sua importância, basta observar o que sua falta pode causar. Isso inclui: anemia, lesões no sistema nervoso (favorecendo doenças como a de Alzheimer) e infertilidade.

Ácido Fólico

Outra dessas vitaminas essenciais é o ácido fólico. Ele também é conhecido como vitamina B9. Essa vitamina estimula a produção de diversos tipos de células do sangue. É assim que evita a anemia.

Ademais, é responsável pelo crescimento e a saúde da pele e do cabelo. E, não bastasse isso, ainda protege os vasos sanguíneos e previne alguns tipos de câncer. Além de ser fundamental para a formação do sistema nervoso.

Vitamina B6

A B6, por sua vez, ajuda na defesa do corpo. Além disso, ela é muito importante para a produção de energia, já que atua no metabolismo dos aminoácidos, gorduras e proteínas. Outro ponto forte da B6 é que ela ajuda a produzir os neurotransmissores, que são importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso.

Ácido fólico, B12 e B6: vitaminas essenciais para a gestação

Lembramos bastante do ácido fólico quando o assunto é gestação. Mesmo antes de engravidar, já indicam o seu suplemento. Isso porque ele é muito importante para o feto se desenvolver bem. A sua falta pode causar, por exemplo, problemas na espinha, má formação do palato e também do lábio do feto. Além disso, sua falta pode causar a pressão alta durante a gestação e o baixo peso do bebê ao nascer.

Por outro lado, estudos indicam que a vitamina B6 ajuda a diminuir a náusea. E esse é um sintoma muito frequente quando se espera um bebê. Assim, durante essa fase, é ainda mais importante cuidar para ele não faltar.

A vitamina B12, além de tudo, serve para dar um up na disposição. Assim, além de ser essencial em qualquer outro momento da vida, na gravidez é ainda mais.

Como obter essas vitaminas essenciais do complexo B?

Os principais alimentos fonte de ácido fólico são:

  • os vegetais verde escuros, como a rúcula e o espinafre;
  • as leguminosas, como lentilha e feijão fradinho;
  • as gorduras boas, como a semente de gergelim.

Em relação à B6, podemos encontrá-la em vários alimentos, tais como:

  • em frutas como banana, abacate e melancia;
  • nas castanhas, nozes e avelã;
  • na lentilha e no amendoim.

A B12, ao contrário das outras, não é encontrada em alimentos vegetais. Ela é produzida por bactérias naturalmente presentes no estômago de alguns animais, como por exemplo a vaca. Então, para o consumo humanos, pode ser obtida com o cultivo dessas bactérias em laboratório.

Quando é preciso suplementar?

Consumir alimentos fontes dessas vitaminas essenciais nem sempre é suficiente.

Assim, alguns exemplos disso são uma possível falha em tirar esse nutriente do alimento e alguns problemas no estômago ou intestino. Dessa forma, isso tem ainda mais chance de ocorrer nos seguintes casos:

  • cirurgias bariátricas;
  • doenças inflamatórias do intestino;
  • problemas na tireoide;
  • uso crônico de antiácidos;
  • idade acima de 50 anos.

Portanto, seja qual for a fase de sua vida, não se esqueça de alimentar-se bem. E de suplementar essas vitaminas essenciais quando preciso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.