Saúde mental e a importância do Setembro Amarelo | Naturallis
setembro amarelo

Saúde mental e a importância do Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo é uma campanha idealizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria em parceria com o Conselho Federal de Medicina. Foi idealizado para a conscientização em relação ao suicídio, divulgando a importância da prevenção e promoção da saúde mental. A data é em setembro devido ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Cerca de 12 mil suicídios são registrados todos os anos no Brasil e mais de 01 milhão no mundo. Uma realidade assustadora, que para muitos ainda é um tabu. E assusta ainda mais quando é visto a porcentagens de jovens nessa estatística. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.

O Setembro Amarelo começa a tomar força. O apelo para que as pessoas busquem ajuda, para que conversem e, para aqueles que tentam ajudar, formas de aprender a ouvir e ser mais empático. As empresas precisam começar a inserir essa data em seu calendário, afinal o bem estar no trabalho também influencia a saúde mental.

Falar sobre suicídio, na verdade, aborda uma série de questões. Em especial, com relação à saúde mental, que influencia o comportamento e ações das pessoas. A campanha visa reverter essa realidade para que os aspectos psicológicos recebam sua devida importância e atenção. A saúde mental precisa de atenção assim como a saúde física, que precisa de atenção e acompanhamento profissional.

Essa campanha ´um movimento coletivo para promover a saúde mental e dar suporte para quem precisa de ajuda. Mas é essencial lembrar que falar sobre isso é importante durante todo o ano.

Setembro Amarelo durante a quarentena

Esse é um momento para desmistificar as doenças mentais, manter um diálogo aberto e combater o preconceito e discriminação, encorajando quem precisa a buscar ajuda.

O isolamento necessário já há mais de 5 meses,  vem causando um efeito muito grande nas pessoas. O medo de contrair o vírus, ou ter alguém próximo contaminado, as incertezas sobre o futuro, foram o suficiente para a ansiedade fazer parte desse momento.

Isso foi algo que nossa geração nunca passou, e sem dúvidas ninguém estava preparado psicologicamente para isso. Dessa forma as reações se intensificaram e seus efeitos atingiram mais pessoas e com mais força. Além de todas as incertezas, o isolamento social vem causando danos a saúde mental.

Entre março e abril, dados coletados online indicam que o percentual de pessoas com depressão saltou de 4,2% para 8,0%, enquanto para os quadros de ansiedade o índice foi de 8,7% para 14,9%.

É preciso lembrar que o conceito de saúde mental não significa apenas a ausência de uma doença mental. Ela é bem mais ampla, como um estado de completo bem-estar físico, mental e social. O bem-estar mental ou psicológico tem influencia não apenas pelos atributos ou características individuais, mas também pelas circunstâncias socioeconômicas e o meio ambiente em que o indivíduo vive.

O que você pode fazer para colaborar com o Setembro Amarelo? Esteja aberto para ouvir quem está próximo de você. Tenha empatia e acima de tudo, respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *